instagram arrow-down

Sobre nós

O Liberidade surgiu com a missão de trazer luz ao cotidiano dos idosos e escrever novos capítulos de velhas histórias. Afinal, se tudo correr bem, todos vamos envelhecer. E nada melhor do que saber aproveitar a liberdade que a maturidade proporciona.

Categorias

Posts recentes

Comentários recentes

Arquivo

Meta

Positividade e respeito são segredos da instrutora de yoga mais velha do mundo

Indiana Tao Porchon-Lynch já é quase uma centenária e ainda faz movimentos com o corpo que muitos jovens nem mesmo conseguem

A indiana Tao Porchon-Lynch, de 98 anos, é a instrutora de yoga mais velha do mundo. Mesmo com uma idade já avançada, ela ainda faz movimentos que muitos jovens não chegam nem perto de fazer. Além disso, quem a conhece sabe a alegria que ela também carrega consigo.

Leia mais: Corcunda em idosos pode ser causada pela osteoporose

Um dos segredos de Tao é acordar e dizer para si mesma: hoje vai ser o melhor dia da minha vida (Fotos: Facebook/ Tao Porchon Lynch/ Reprodução)

Um dos segredos de Tao é acordar e dizer para si mesma: hoje vai ser o melhor dia da minha vida (Fotos: Facebook/ Tao Porchon Lynch/ Reprodução)

Em entrevista ao site Well + Good, Tao afirmou que um de seus segredos é acordar todos os dias e dizer para si mesma: hoje vai ser o melhor dia da minha vida. E assim é. A instrutora acredita que problemas vão ocorrer de qualquer jeito, então o melhor é pensar em outras coisas.

“Não olhe ninguém por cima” é outro conselho da quase centenária. Ela relembrou uma história que um tio contou sobre julgamento: “Um fazendeiro pode não saber ler, mas ele sabe muito mais sobre a terra do que você. Saiba que podemos aprender com todo mundo.”

Leia mais: Pilates ajuda a combater dores nas costas e gera fortalecimento muscular

Tao e a yoga

O interesse da instrutora pela yoga começou quando ainda era pequena, aos oito anos, depois de ver um grupo de jovens praticando a modalidade. “Eu queria fazer as coisas incríveis que eles estavam fazendo com seus corpos”, contou em entrevista ao site do Guinness Book, que a reconhece como a instrutora mais velha.

Leia mais: Documentário sugere nova perspectiva sobre o envelhecimento

Mas, antes disso, ela trabalhou como dançarina de cabaré em Londres durante a guerra, e também foi modelo em Paris após vencer um concurso das melhores pernas na Europa. Na década de 50, se tornou atriz nos Estados Unidos. Só com 73 anos, após a morte de seu marido, é que Tao deu início a suas aulas de yoga.

Cadastre-se e receba nossas novidades!

Obrigado por se inscrever.