instagram arrow-down

Sobre nós

O Liberidade surgiu com a missão de trazer luz ao cotidiano dos idosos e escrever novos capítulos de velhas histórias. Afinal, se tudo correr bem, todos vamos envelhecer. E nada melhor do que saber aproveitar a liberdade que a maturidade proporciona.

Categorias

Posts recentes

Comentários recentes

Arquivo

Meta

Psicóloga descobre que a arte pode indicar mudanças neurológicas

Alex Forsythe, da Universidade de Liverpool, analisou pinturas de artistas com doenças neurológicas e percebeu mudança nas pinceladas

As doenças neurológicas afetam diversos aspectos da vida do paciente. Recentemente, uma psicóloga descobriu que as mudanças podem ser observadas pela arte, anos antes do diagnóstico.

Leia mais: Mudanças no olfato e visão podem ser sinal precoce de Alzheimer

Descoberta é importante para que os especialistas compreendam melhor como estas condições afetam a vida do paciente (Foto: Pixabay)

Alex Forsythe, da Universidade de Liverpool, na Inglaterra, realizou uma pequena análise de mais de mil pinturas feitas por sete artistas famosos: Pablo Picasso, Claude Monet, Marc Chagall – que não tinham diagnóstico conhecido de doenças neurológicas -, Salvador Dalí, Norval Morrisseau – que desenvolveram mal de Parkinson -, Willem de Kooning e James Brooks – diagnosticados com mal de Alzheimer.

A psicóloga notou minúsculas alterações nos padrões das pinceladas dos artistas, mas a mudança foi diferente no caso daqueles que, anos mais tarde, foram diagnosticados com problemas neurológicos.

Leia mais: “Demência é um problema de saúde que não podemos mais ignorar”, afirma atriz

“O que verificamos é que, até 20 anos antes de serem diagnosticados com algum transtorno neurológico, o conteúdo fractal nas pinturas desses artistas começou a diminuir”, afirmou em entrevista à BBC. Segundo a especialista, as pinceladas passaram a ficar diferentes.

A descoberta não é suficiente para criar um método de diagnóstico da demência, por exemplo, mas é importante para que os especialistas compreendam melhor como estas condições afetam a vida do paciente.

Cadastre-se e receba nossas novidades!

Obrigado por se inscrever.