instagram arrow-down

Sobre nós

O Liberidade surgiu com a missão de trazer luz ao cotidiano dos idosos e escrever novos capítulos de velhas histórias. Afinal, se tudo correr bem, todos vamos envelhecer. E nada melhor do que saber aproveitar a liberdade que a maturidade proporciona.

Categorias

Posts recentes

Comentários recentes

Arquivo

Meta

Senador quer que respeito aos idosos seja ensinado nas escolas

Projeto de Lei pretende levar especialistas no envelhecimento às escolas para ensinar sobre o tema e o cuidado e respeito com os mais velhos

Projeto de Lei do senador Omar Aziz (PSD-AM) pretende fazer com que o tema do envelhecimento e do cuidado e respeito aos idosos seja incluído no currículo da educação básica.

“A mudança no perfil da população brasileira tende a aportar uma série de vantagens para a sociedade, uma vez que o grupo etário em idade produtiva torna-se cada vez maior. Entretanto, o envelhecimento da população também apresentará desafios para os médio e longo prazos que, se não forem bem estudados, podem trazer grandes problemas para a sociedade como um todo e para os idosos em particular”, diz a PLS 501/2015.

+ Brasileiros são os que menos economizam para a velhice

Segundo senador, a escola pode ajudar a sociedade a aprender a lidar com a população idosa (Foto: Pixabay)

A ideia é que gerontólogos, profissionais que estudam o envelhecimento, passem a ensinar o conteúdo nas escolas. Segundo projeções do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2060 o Brasil terá mais de 58 milhões de pessoas na terceira idade. De acordo com o órgão, a expectativa de vida dos brasileiros também aumentará.

Se hoje as mulheres vivem, em média, 78,5 anos, em 2060 essa idade pode passar para 84. Já no caso dos homens o ganho será de quase sete anos, passando de 71,5 anos para 78.

Segundo Omar Aziz, a escola pode ajudar a sociedade a aprender a lidar com a população idosa. “A escola precisa ser chamada a colaborar na ação educativa das novas gerações para a compreensão das virtudes e mudanças da terceira idade, com vistas a permitir uma convivência intergeracional mais harmônica, em benefício de todos”, afirmou em entrevista à Agência Senado.

+ Partiu praia? Veja onde o Praia Acessível vai estar este mês em São Paulo

Já para o relator Otto Alencar (PSB-BA), o aumento do número de idosos exige ajustes em todas as políticas públicas, inclusive educação. “A escola é muito mais que o ambiente de transmissão do conhecimento científico e técnico. O aspecto de formação cultural, de preparo para o exercício da cidadania, é também uma de suas funções principais, e o currículo deve expressar isso, em conformidade com as exigências sociais.”

O Projeto de Lei deve ser discutido pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado em março deste ano.

  • Cadastre-se e receba nossas novidades!