instagram arrow-down

Sobre nós

O Liberidade surgiu com a missão de trazer luz ao cotidiano dos idosos e escrever novos capítulos de velhas histórias. Afinal, se tudo correr bem, todos vamos envelhecer. E nada melhor do que saber aproveitar a liberdade que a maturidade proporciona.

Categorias

Posts recentes

Comentários recentes

Arquivo

Meta

Supercomputador que faz pesquisas sobre mal de Alzheimer no Brasil pode ser desligado

O Supercomputador Santos Dumont, instalado no LNCC (Laboratório Nacional de Computação Científica), no Rio de Janeiro, é uma máquina capaz de realizar 50 pesquisas simultaneamente em diversas áreas. Porém, por falta de dinheiro, o mapeamento genético do vírus da zika e um estudo sobre o mal de Alzheimer precisaram ser interrompidos. Além disso, o aparelho ainda corre o risco de ser desligado de vez, causando diversos problemas ao sistema.

Supercomputador do Laboratório Nacional de Computação Científica (Foto: Divulgação)

Supercomputador do Laboratório Nacional de Computação Científica (Foto: Divulgação)

De acordo com reportagem da TV Globo e do portal G1, o Supercomputador foi inaugurado em janeiro após um investimento inicial de R$ 60 milhões. A máquina gera um custo mensal de energia de aproximadamente R$ 500 mil, cerca de R$ 6 milhões ao ano. Ainda existem equipamentos de apoio que gastam mais R$ 2 milhões ao ano. Porém, isso representa apenas metade do que seria ideal para o diretor do LNCC, Wagner Leo: R$ 16 milhões. Atualmente, o Supercomputador só é usado quatro horas por dia com capacidade reduzida.

O orçamento destinado pelo governo para manutenção do aparelho este ano é de R$ 8, 121 milhões, porém a direção do laboratório afirma que o valor enviado até o momento não é suficiente. O governo diz que o pagamento está em dia e que ainda falta repassar R$ 4,6 milhões ainda em 2016.

Cadastre-se e receba nossas novidades!

Obrigado por se inscrever.