instagram arrow-down

Sobre nós

O Liberidade surgiu com a missão de trazer luz ao cotidiano dos idosos e escrever novos capítulos de velhas histórias. Afinal, se tudo correr bem, todos vamos envelhecer. E nada melhor do que saber aproveitar a liberdade que a maturidade proporciona.

Categorias

Posts recentes

Comentários recentes

Arquivo

Meta

Uso de suplementos pode ajudar idosos a evitar perda de massa muscular

A chamada sarcopenia, que é a perda dos músculos ao longo dos anos, pode ser evitada com a prática de atividade física e alimentação balanceada

Recentes estudos apontam que, com o passar dos anos, todos nós vamos acabar perdendo massa muscular e ganhando mais gordura. Essa condição é chamada de sarcopenia e pode aumentar o risco de queda e problemas articulares nos idosos.

De acordo com o Dr. João Toniolo, geriatra e diretor do Núcleo de Estudos Clínicos em Sarcopenia (Necs) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), os Estados Unidos chegam a ter até US$ 26 bilhões de gastos com problemas relacionados à perda muscular. Neste caso, o uso de suplementos pode ajudar.

Uso de suplementos é aconselhado para as pessoas que não conseguem consumir a quantidade de proteína recomendada (Foto: Pixabay)

Leia mais: Saiba como funciona uma aula de musculação adaptada para idosos

A nutricionista e também diretora Necs, Myrian Naja, explica que um jovem que fica internado por 28 dias costuma perder 14 g de massa muscular por dia. Já um idoso que fica apenas 10 dias hospitalizado acaba perdendo 95 gramas ao dia. A diferença é muito grande e pode causar grandes complicações aos pacientes mais velhos.

Para que isso seja evitado, é necessário que idoso consuma grandes quantidades de proteína, o que pode ser difícil já que a digestão já não é a mesma de quando ele era mais novo. É nessa hora que a suplementação pode ajudar. “Mas mesmo com suplementos há a necessidade de se manter uma alimentação balanceada. É necessário uma ingestão correta de carboidratos, já que as proteínas podem acabar sendo usadas para gerar energia”, diz a expecialista.

Estilo de vida

A Dra. Priscilla Cunha, geriatra da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, concorda que com a suplementação os resultados do tratamento para a sarcopenia são melhores, mas ela afirma que o estilo de vida da pessoal também influencia. “Pode ser que um idoso que pratica a atividade física mantenha a musculatura. A condição também está relacionada ao sedentarismo e a falta de atividade física.”

Leia mais: Sedentarismo tem quase o mesmo peso que hipertensão e tabagismo; saiba como mudar isso

Entre os sintomas da perda de massa muscular estão a perda de força e uma diminuição da velocidade dos movimentos. Dr. João Toniolo explica que é difícil perceber apenas pela aparência, já que o lugar da massa magra acaba sendo preenchido por gordura, e, deste modo, o peso corporal não se altera muito.

Para evitar a sarcopenia, Dra. Priscilla Cunha aconselha a prática de musculação – com movimentos lentos para evitar a atrofia muscular -, alimentação balanceada, ficar longe do cigarro e das bebidas alcoólicas.

Cadastre-se e receba nossas novidades!

Obrigado por se inscrever.